2 de dezembro de 2020

38 anos após conflito, Malvina retira últimas minas terrestres

Malvinas retira últimas minas terrestres de território

Malvinas retira últimas minas terrestres de território

Marcos Brindicci/Reuters – 20.5.2018

As últimas minas terrestres foram retiradas das Ilhas Malvinas, localizadas no sul do Atlântico, anunciou o Reino Unido nesta terça-feira (10), quase 40 anos depois de serem instaladas por forças argentinas ao tomarem o território britânico.

Com a retirada das minas, o Reino Unido disse ter cumprido as obrigações determinadas pela Convenção para a Proibição de Minas Antipessoais (FCDO), acrescentando que tais minas não existem mais em nenhuma parte de seu território.

A Argentina invadiu o arquipélago, que ainda reivindica, em 1982. O Reino Unido enviou uma força-tarefa para retomar as ilhas em uma guerra curta que causou a morte de 600 efetivos argentinos e 255 britânicos.

Um programa britânico criado em 2009 para livrar as ilhas de minas finalizou sua missão três anos antes do prazo, disse a FCDO.

“Esta é uma grande conquista para as ilhas, e devemos prestar homenagem à equipe brilhante de desativadores de minas que colocaram as vidas em risco dia após dia removendo e destruindo minas terrestres para tornar as Falklands (nome usado pelo Reino Unido para se referir às ilhas) seguras”, disse Wendy Morton, ministra britânica a cargo das Malvinas.

Fale Conosco
Mande um WhatsApp
01511987618725