5 de dezembro de 2020

Itália impõe novo lockdown por coronavírus

O governo da Itália decretou nesta quinta-feira 5 o confinamento em quatro regiões para conter o avanço da Covid-19. Entre as regiões atingidas estão Lombardia, Piamonte, Calabria e Vale de Aosta. Essas regiões serão isoladas, com a proibição da entrada e saída de pessoas.

A circulação dentro delas também será restrita aos que precisam sair de casa para trabalhar, para realizar tratamentos de saúde ou em casos de emergência. Em todo o país, passa a vigorar toque de recolher entre 22h e 5h.

Além disso, negócios que não sejam essenciais, como bares, restaurantes, confeitarias e lojas, serão fechados. Já as escolas só serão abertas para alunos a partir dos 11 anos de idade – os demais deverão ter aulas online.

O novo confinamento ocorre em meio aos piores níveis de contaminação desde o início da pandemia. Segundo a Organização Mundial da Saúde (OMS), a Europa vive uma “explosão” de novos casos.

Em um único dia, foram confirmados novos 30.000 casos de Covid-19 e mais 352 mortes na Itália, o maior número de óbitos desde março. Ao todo, o país registrou quase 800.000 doentes e 40.000 mortos.

As restrições se estenderão ao menos até 4 de dezembro, dividindo o país em três zonas em função do risco de contágio.

Nas áreas de menor risco, como Lazio, Roma, Umbria, Marche, Toscana e Emilia Romagna, serão impostos os regulamentos gerais para todo o país, como o fechamento de bares e restaurante às 18h, além da suspensão do funcionamento de cinemas, teatros, piscinas, academias e também de museus e espaços recreativos.

Continua após a publicidade

Fale Conosco
Mande um WhatsApp