4 de dezembro de 2020

Negociador-chefe da Palestina, Saeb Erekat, morre de covid-19

Saeb Erekat morreu de covid-19

Saeb Erekat morreu de covid-19

Mohamad Torokman/Reuters – 30.1.2019

O secretário-geral da Organização para a Libertação da Palestina (OLP), Saeb Erekat, morreu nesta terça-feira (10), aos 65 anos, vítima da covid-19, a doença provocada pelo novo coronavírus, segundo informou a entidade.

O dirigente deu positivo em teste para o patógeno em 9 de outubro e foi internado em estado grave nove dias depois no hospital israelense Hadassah Ein Karem, localizado em Jerusalém.

Erekat, que em 2017 foi receptor de um transplante de pulmão, foi um dos negociadores da paz entre Palestina e Israel e um dos arquitetos do Acordo de Oslo, assinado em 1993 pelo então presidente de Israel, Shimon Peres; pelo presidente da OLP, Yasser Arafat; e mediado pelo presidente dos Estados Unidos, Bill Clinton.

Três anos depois, Erekat foi nomeado como negociador-chefe da Palestina, função que exercia até hoje.

O atual presidente da Autoridade Nacional Palestina, Mahmoud Abbas, divulgou uma nota de pesar, em que lamentou a morte de Erekat.

“Um grande líder nacional, proeminente acadêmico, mártir da Palestina, que viveu a vida como um lutador e um duro negociador defensor da Palestina, da sua causa, seu povo e sua independência nacional”, indicou.

O hospital Hadassah Ein Karem emitiu um comunicado informando que a morte de Erekat, que deixa mulher, quatro filhos e oito netos, aconteceu enquanto ele estava internado na unidade de terapia intensiva.

“Chegou ao hospital em condição crítica, necessitando de ventilação imediata e tratamento de reanimação. Durante a hospitalização, recebeu tratamentos intensivos, inclusive conexão a uma ECMO (aparelho de oxigenação por membrana extracorporal)”, aponta nota.

“Infelizmente, a condição dele não melhorou, se manteve crítica, e ele morreu devido uma falha múltipla dos órgãos”, completa o texto do hospital.

Fale Conosco
Mande um WhatsApp
01511987618725