Homem preto fica 10 dias preso por erro de reconhecimento facial

ByMax Blanc

dez 29, 2020

No início de 2019, o departamento de polícia de New Jersey recebeu um chamado para atender um caso de furto em um dos hotéis da rede Hampton by Hilton. Apesar de o suspeito ter fugido do local, dispositivos de reconhecimento facial auxiliaram em sua identificação; então, a entidade expediu um mandado de prisão contra Nijeer Parks, que passou 10 dias na cadeia. O problema? Parks não era o criminoso em questão, e a cor de sua pele pode ter influenciado no caso: ele é um homem preto.

Em entrevista à NJ Advance Media, Nijeer explicou que, quando ficou sabendo da acusação, por não ter carteira de habilitação, pediu a seu primo para levá-lo à delegacia com o objetivo de limpar o seu nome: “Não tinha ideia do que estava acontecendo. Nunca havia ido a Woodbridge [cidade em que o fato ocorreu]. Nem sabia ao certo onde era.” Ao chegar ao local, foi algemado e passou pela experiência nada agradável.

Leia mais…

Fale Conosco
Mande um WhatsApp