O que levou a Ford a sair do Brasil: ‘culpa’ dos elétricos?

A Ford deu todas as pistas de que estava abandonando a produção de carros a combustão por veículos elétricos. Por isso, quem acompanha a movimentação deste mercado não se surpreendeu com a decisão da montadora de fechar suas fábricas brasileiras e encerrar definitivamente suas atividades fabris no país, depois de 101 anos.

A estratégia da montadora americana, segundo o presidente do Grupo Ford para Américas e Mercados Internacionais, Kumar Galhotra, é “fornecer veículos elétricos capazes e acessíveis ao coração do mercado de varejo e comercial, em vez de veículos de luxo que custam seis dígitos”.

Leia mais…